Conheça nossas modalidades

Com formação média de 8 anos (a partir de 7 anos ), o ballet é uma das danças mais praticadas na atualidade. Sendo praticado por crianças desde os 3 anos (Baby Class) até adultos que buscam na dança uma alternativa às academias de musculação.

Considerado por muitos como a base da dança, o ballet auxilia na conscientização corporal, alongamento, postura e fortalecimento muscular. O praticante desta dança aprende a se expressar através de seus movimentos, a ter disciplina e se sociabilizar melhor.

Muitos professores e médicos indicam a prática do ballet por seus inúmeros benefícios à saúde da mente e do corpo.

No decorrer do curso, os alunos entram em contato com a História do Ballet além de aulas de Pas de deux (dança a dois), e Repertórios (danças famosas), tudo visando uma formação completa ao(a) bailarino(a).

 


A coreografia que você imaginou para o seu casamento.

Modalidade e música a sua escolha em uma coreografia totalmente personalizada.

 


Mais que uma técnica específica, a dança contemporânea é uma coleção de sistemas e métodos desenvolvidos a partir da dança moderna e pós-moderna. O desenvolvimento da dança contemporânea foi paralelo, mas separado do desenvolvimento da New Dance na Inglaterra. Distinções podem ser feitas entre a dança contemporânea estadunidense, canadense e européia.

A dança contemporânea não se define em técnicas ou movimentos específicos, pois o intérprete/bailarino ganha autonomia para construir suas próprias partituras coreográficas a partir de métodos e procedimentos de pesquisa como: improvisação, contato-improvisação, método Laban, técnica de release, Body Mind Centery (BMC), Alvin Nikolai. Esses métodos trazem instrumentos para que o intérprete crie suas composições a partir de temas relacionados a questões políticas, sociais, culturais, autobiográficas, comportamentais e cotidianas, como também a fisiologia e a anatomia do corpo. Aliado a isso, viu-se a necessidade da pesquisa teórica para complementação da prática.




A coreografia que você imaginou para sua festa.

Modalidade e música a sua escolha em uma coreografia totalmente personalizada.

 


 


O Jazz é uma forma de expressão pessoal criada e sustentada pelo improviso. Na sua origem a Dança Jazz tem raízes essencialmente populares. Com uma evolução inicial paralela à da música Jazz, surgiu nos E.U.A no final do século passado. Pode-se afirmar, inclusive, que nasceu diretamente da cultura negra.

É possível descrever essa dança como uma manifestação corporal acompanhada de música, marcada pela polirritmia (quando o corpo acompanha vários ritmos simultaneamente), movimentos sincopados (quando há rompimento dos movimentos já internalizados e estabelecem-se outros padrões de movimentos) e pelo swing. Ainda que a influência da música jazz seja bastante intensa sobre a constituição dessa dança, sua prática não necessariamente é acompanhada desse estilo de música, o que permite ao praticante liberdade também na escolha musical.



 


A dança de rua originou-se nos Estados Unidos, em 1929, época da quebra da bolsa de Nova York e da grande crise econômica. Músicos e dançarinos dos cabarés americanos urbanos, desempregados como conseqüência da crise, passaram a realizar suas performances nas ruas.

A dança de rua, ou Street Dance é um conjunto de estilos de danças que possuem movimentos detalhados (acompanhados de expressão facial), com as seguintes características:

  • Fortes
  • Sincronizados e harmoniosos
  • Rápidos
  • Simétricos de pernas, braços, cabeça e ombros
  • Assimétricos de pernas, braços, cabeça e ombros
  • Coreografados

As músicas, independente do estilo de Street Dance, têm a batida forte como principal característica.


Há controvérsias sobre sua origem, alguns dizem que surgiu nas cidades de Buenos Aires e Montevidéu, e outros dizem ter surgido na Andaluzia (Espanha) e só depois então popularizado na Argentina.

Desenvolveu-se nos subúrbios e cabarés de Buenos Aires. Num primeiro momento houve uma espécie de competição entre os homens para ver quem cortejava mais mulheres através da dança.

É importante diferenciar o tango salão para o tango show; o primeiro não possui acrobacias nem movimentos exagerados e é utilizado nos bailes. Já o tango show normalmente é coreografado e com muitas acrobacias, sacadas de perna e ganchos.

No tango é importante saber caminhar pelo salão, possuindo bases de seis e oito tempos.


 


Disponíveis em quase todas as modalidades.